C&S cresce mais de 300% em instalações de painéis solares em 2019


Maior crescimento pôde ser observado em Camaquã (RS), onde foi realizado a maioria das instalações da empresa

18-01-20


A empresa gaúcha C&S Tratores e Implementos Agrícolas, especializada em energia fotovoltaica e implementos agrícolas, alcançou um crescimento de 340% em instalação de placas solares durante o ano de 2019. O maior crescimento pôde ser observado em Camaquã, onde foi realizado a maioria das instalações do sistema pela empresa.


Segundo Leandro Cappellari, gerente comercial da C&S, os produtores estão percebendo os benefícios da energia solar e investindo no sistema. “A procura pelo sistema vem aumentando devido aos inúmeros benefícios que uma solução fotovoltaica pode trazer para residências e empresas de pequeno e médio porte, como redução de custo na conta de luz e a colaboração com o meio ambiente, por ser uma energia limpa e renovável”, destaca.


A empresa também reforça que o avanço das tecnologias voltadas para energias renováveis, com destaque para a solar, tem dado mais independência aos consumidores, que além de sentirem a redução dos custos com energia elétrica, também podem garantir um abastecimento energético e de qualidade. Dependendo do nível de energia produzida e do consumo, é possível reduzir em até 95% a conta de energia elétrica.


Estudo da consultoria Accenture aponta que a implantação de tecnologias de geração distribuída de energia, como as placas solares, está crescendo em regiões de grande demanda energética a um ritmo superior à capacidade de construção de novas redes pelas concessionárias.


Realizada com 150 executivos do setor em 25 países, incluindo o Brasil, a pesquisa mostra que quase metade (48%) dos entrevistados afirma que parte de suas redes de abastecimento chegará à capacidade máxima em até três anos. Por outro lado, tudo indica que os preços das tecnologias fotovoltaicas estão caindo. Além disso, o retorno do investimento no sistema é de cerca de 5 anos, sendo que a vida útil da tecnologia é de aproximadamente 25 anos. Assim, em alguns casos, com a economia gerada na conta de luz, é possível destinar esse valor para a parcela de financiamento do projeto de sistema fotovoltaico.


Curiosamente, o Rio Grande do Sul está em segundo lugar no ranking dos estados brasileiros com mais potência instalada no país, apenas com a pequena Santa Cruz do Sul, no centro do Estado, com 189,7MW instalados. O Estado perde apenas para Minas Gerais, com 241,9 MW instalados.


Esse destaque é explicado pelo fato do Rio Grande do Sul ter mais sistemas de energia solar comerciais instalados, que possuem maior potência se comparados aos sistemas residenciais. De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a cidade de Santa Cruz do Sul possui em operação mais de 500 usinas de geração de energia fotovoltaica instalados em residências e comércio.


Em terceiro lugar está a cidade de São Paulo que possui um dos maiores registros de sistemas instalados em residências, de acordo com dados da Aneel.


Fonte: https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/cs-cresce-mais-de-300-em-instalacoes-de-paineis-solares-em-2019.html

0 visualização0 comentário